22 ANOS DEPOIS...

 
No duelo semifinal entre Flamengo e Botafogo, prevaleceu a superioridade técnica do Rubro-Negro. Com dois gols de Guerrero, o time de Zé Ricardo venceu por 2 a 1, na tarde deste domingo, no Maracanã, e conquistou classificação para a final do Campeonato Carioca 2017. Irá enfrentar o Fluminense, uma decisão de título que não ocorre há 22 anos.


PARTIU FINAL


Fla e Flu decidiram o título da Taça Guanabara nesta edição, com vitória tricolor nos pênaltis. Vão disputar a taça do estadual nos dias 30 de abril e 7 de maio. A última vez em que um jogo entre eles decidiu o campeonato foi em 1995, partida do famoso gol de barrida de Renato Gaúcho e taça no armário do time das Laranjeiras. Porém, a fórmula do campeonato da época previa um octogonal na fase final. A última final entre os dois foi em 1991, com vitória do Fla.


PRIMEIRO TEMPO


No começo do jogo, nem parecia que o Flamengo tinha a vantagem do empate. O Rubro-Negro tomou a iniciativa e não correu nenhum risco. Até parecia que o Botafogo passaria de fase com o empate. A equipe de Jair Ventura não conseguiu atacar, só marcou. A melhor chance foi de Guerrero: Everton cruzou, Arão centrou e o centroavante finalizou rasteiro. Gatito precisou defender em dois tempos. O Fla ainda teve gol corretamente anulado, por impedimento de Gabriel.


SEGUNDO TEMPO


A etapa final começou com forte chuva no Maracanã. O Fla manteve a postura e abriu o placar aos 4 minutos, com Guerrero. Everton recebeu boa bola de Trauco na esquerda e cruzou forte demais para Gabriel. Victor Luis cortou parcialmente, mas o peruano pegou bonito de primeira para mandar para a rede. Precisando virar, Jair fez uma troca dupla: Sassá e Guilherme entraram nas vagas de Roger e Dudu Cearense. Não adiantou. O Bota nada produziu. E o Fla continuou melhor. Fez o segundo, de pênalti, novamente com Guerrero. Fernandes cortou bola com a mão. Sassá, o melhor do Bota, descontou de pênalti, ao ser derrubado por Réver.


NÃO VALEU


Em um dos ataques do Fla, no primeiro tempo, Gabriel marcou em impedimento. A bola foi lançada a Everton, que chutou cruzado. Gabriel, então, livre, na entrada da pequena área, concluiu. O lance foi corretamente anulado.


SASSÁ, O MELHOR DO BOTA
 

Depois de 10 dias fora do Brasil, para dois jogos da Libertadores, o Botafogo sentiu o desgaste físico. O time foi apagado, assim como os destaques Camilo e Pimpão. Sassá, ao entrar no segundo tempo, criou a melhor jogada. Driblou Muralha, mas concluiu para longe do gol. Ele ainda sofreu pênalti de Réver. Converteu. Fez o gol do Bota.


BRIGA PELA ARTILHARIA


Guerrero chegou ao seu novo gol neste Campeonato Carioca e empatou com Adriano, do Nova Iguaçu, que não atua mais pela competição. O camisa 9 tem outro concorrente: Richarlison, do Flu, tem os mesmos oito gols. Ambos vão se enfrentar na final. Será que algum deles leva?

Em um jogo marcado por um polêmico gol de Jô, o Corinthians conquistou vaga na final do Campeonato Paulista. Na tarde deste domingo, em Itaquera, o Timão empatou por 1 a 1 com o São Paulo, e agora faz a decisão do estadual contra a Ponte Preta. Na primeira partida, no Morumbi, o Alvinegro tinha vencido por 2 a 0.

O São Paulo reclama que o gol do atacante corintiano, nos acréscimos do primeiro tempo, foi marcado em impedimento. Lucas Pratto fez o gol do Tricolor.

90 MINUTOS

Logo de cara, um chute cruzado de Lucas Pratto mostrou que o São Paulo tentaria de tudo para conquistar uma heroica virada. Mas o Corinthians, calejado pela eliminação na Copa do Brasil, evitou esperar muito pelo adversário e reagiu com Pablo lá na frente. Depois, em chute de Rodriguinho de fora da área. Mas o Tricolor, até por necessidade, teve mais atitude. Tentou com Cueva, com Pratto, com Gilberto. Mas o Timão tem Jô, o senhor dos clássicos. Aos 47, após bola alçada por Jadson na área, o atacante, impedido, colocou o Alvinegro em vantagem.

O erro da arbitragem esfriou o jogo. Prejudicou o andamento de uma partida que estava bem disputada. Na volta para o segundo tempo, o nervosismo tomou conta do clássico. Em especial do São Paulo, que, no agregado, perdia por 3 a 0. O Corinthians, por sua vez, se aproveitou da vantagem para esfriar cada vez mais o jogo. Sem desistir, o Tricolor achou um gol aos 38, com Lucas Pratto. Mas era tarde demais para uma reação maior. Mais ainda depois da expulsão de Thiago Mendes.

40 ANOS DEPOIS...

Na final do Campeonato Paulista, o Corinthians vai encarar a Ponte Preta nos dois próximos domingos, dias 30 de abril e 7 de maio, às 16h. O primeiro jogo é mando do time de Campinas e o segundo do time da capital. Há quatro décadas, em 1977, as duas equipes fizeram uma decisão épica de estadual, que acabou com fila de 23 anos do Timão sem títulos.

E O SÃO PAULO?

Ao time do Morumbi, agora, a temporada se resume à Copa Sul-Americana e ao Campeonato Brasileiro. Pelo torneio continental, o Tricolor volta a campo no dia 11 de maio, em casa, contra o argentino Defensa y Justicia. A estreia do São Paulo no nacional está marcada para o dia 14 de maio, contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte.




Globo Esporte
Axact

TERRA NOVA FM 88.7 - UM NOVO PROJETO EM RÁDIO

Um Orgão da Fundação Educativa e Cultural Manoel Joaquim dos Santos(FUNDEC), Fundada em 22 de Dezembro de 2014,tem como objetivo principal informar e propiciar ao ouvinte a melhor informação junto a uma educação de qualidade.

Postar um comentário:

0 comentários: