O número de trabalhador da região de Cajazeiras que partem para corte de cana no interior paulista vai aumentar bastante este ano. Com o final das obras de Transposição do Rio São Francisco e as empresas indo embora deixaram desempregados vários operários na região. 

As obras da transposição na Paraíba foi durante alguns anos um lugar de emprego para centenas de pais de família. Este ano a mão de obra acabou e como não tem outra solução, os nossos trabalhadores terão que viajar mais de dois mil km em busca de ganhar a sobrevivência da família. 

O mês de abril é o período certo para ir trabalhar nos canaviais paulista. Os coordenadores de viagens já estão em campo organizando o deslocamento e inscrevendo os trabalhadores para levar ao estado de São Paulo.

Muitos trabalhadores da região já colocaram à venda motos, gado e outros bens para ter um trocado em dinheiro para o deslocamento. Para muitos trabalhadores de São José de Piranhas e da região não há outro jeito a não ser viajar para conseguir a sobrevivência da família. Este ano a previsão é de que quatro mil trabalhadores da região devem viajar para o corte de cana no interior de São Paulo.

Uma das maiores empregadoras de operários nordestinos, a Cosan declarou estar otimista em relação aos preços do açúcar e do etanol, citando as limitações na produção mundial e as expectativas para a próxima safra no Brasil, que se apresenta um dos maiores produtores de cana. A empresa reconhece que no Centro-Sul do Brasil, onde o processamento da safra 2017 e 2018 começam em abril, “o clima tem sido favorável até agora, com boa quantidade de chuvas”.
Axact

TERRA NOVA FM 88.7 - UM NOVO PROJETO EM RÁDIO

Um Orgão da Fundação Educativa e Cultural Manoel Joaquim dos Santos(FUNDEC), Fundada em 22 de Dezembro de 2014,tem como objetivo principal informar e propiciar ao ouvinte a melhor informação junto a uma educação de qualidade.

Postar um comentário:

0 comentários: