Francisco Inácio de Lima Pita

O uso de drogas proporciona ao consumidor um caminho sem volta, além de produzir uma série de consequências que o leva a sua própria destruição e prejudica as pessoas com quem convive. 
Em todos os casos a recuperação de um usuário de droga, seja lá qual for, é extremamente difícil, deixar o vicio torna-se quase impossível. Mas para tornar possível a recuperação o próprio usuário precisa boa vontade e acima de tudo quem der apoio de todos os lados.
Devemos ter um enorme cuidado com os nossos filhos, observar sem ser policiando com quem eles se relacionam, que tipo de amizade e enfim, os pais precisam não descuidar de seus filhos, pois se o pai não estiver atento, um traficante pode o adotá-lo. Por mais debatido que possa parecer, falar sobre drogas tornou-se uma obrigação de todos, que tentam fazer alguma coisa para minimizar um problema crescente nas grandes, médias e pequenas cidades.
É comum ouvir falar que em determinada rua tem um ponto de venda de droga, antigamente somente a maconha, hoje outras drogas já aparecem nas pequenas cidades. O caso é sério, cabe as autoridades, principalmente o setor de inteligência da Polícia Militar e Polícia Civil, entrar em ação, descobrir e levar os traficantes,  na forma da lei. 
Hoje, nossos filhos, por mais que falemos e recomendemos, mostrando para eles efeitos malefícios das drogas, muitas vezes eles não acreditam e podem conseguir entorpecentes, infelizmente até mesmo na escola, por influencias dos próprios colegas de escola. 
Há necessidade de uma vigilância constante nas escolas, é crescente a quantidade de colegas que se transformam em traficantes, muitas vezes para sustentar o próprio vício age de forma violenta em casa, vende objetos pertencentes à família sem o consentimento, outras roubam e vende por qualquer preço para comprar a droga, muitos reagem contra os pais.
Cabe ao governo elaborar campanhas de massificação contra o uso de entorpecentes. Aliás, por que não fazer cinco minutos diários em rádio e TV mostrando os males, trazendo depoimentos de médicos, ex-viciados, familiares, etc. Além disso, é necessário a construção de mais centros de recuperação de consumidores financiados pelo dinheiro público, pois os que existem não comportam mais a quantidade de pessoas que procuram os serviços diariamente.
È nas escolas, em sua grande maioria onde acontece à combinação e a informação dos pontos de venda de drogas. Mesmo em cidades pequenas, isso pode ser visto comumente. Havendo assim, uma inversão dos fatos. Se antigamente, o viciado ia atrás, atualmente, o vício corre atrás do viciado. Pelo que nos parece, os traficantes desceram os morros e saíram das periferias das cidades e estão no centro agindo à luz do dia sem nada temer, afinal eles fazem as próprias leis.


O “crack” é a droga do momento. Acessível para qualquer bolso é mais violento que a cocaína em pó. Tanto o seu efeito sobre o organismo quanto a dependência são mais rápidos e fatal, levando o consumidor ao fim em pouco tempo.
.
Axact

TERRA NOVA FM 88.7 - UM NOVO PROJETO EM RÁDIO

Um Orgão da Fundação Educativa e Cultural Manoel Joaquim dos Santos(FUNDEC), Fundada em 22 de Dezembro de 2014,tem como objetivo principal informar e propiciar ao ouvinte a melhor informação junto a uma educação de qualidade.

Postar um comentário:

0 comentários: