A Arena Corinthians foi palco de um dos melhores jogos do Campeonato Paulista.

Audax faz história ao eliminar Corinthians em sua arena

Depois de surpreender o São Paulo, o Osasco Audax não se intimidou com o estádio lotado com mais de 41 mil torcedores, todos do Corinthians, e ficou afrente no placar em duas oportunidades, mas o Corinthians, que não conseguiu uma virada sequer em 2016, conseguiu ao menos empatar em 2 a 2 para levar a decisão para os pênaltis.
Pelo segundo ano seguido, o Corinthians decidia nos pênaltis uma vaga para a final do Paulista. O final do filme foi igual, tristeza corintiana e festa de Osasco, que venceu por 4 a 1.



Audax elimina Corinthians nos pênaltis. Veja lances!

É liberado dar chutão
Como era esperado, o Corinthians começou o jogo pressionando a saída de bola do Osasco Audax. Logo aos sete minutos, essa pressão fez efeito e o goleiro Sidão se complicou.
Perto da linha de fundo, o goleiro tentou driblar André e perdeu a bola para o camisa 9, que rolou para Alan Mineiro, quase na marca do pênalti. O meia podia chegar batendo, mas tentou dominar, perdeu um pouco o contato com a bola, e acabou carimbando o defensor, perdendo ótima chance de abrir o placar.
Logo após este lance, o técnico Fernando Diniz gritou para o goleiro que, em caso de aperto, era para ele dar um "chutão" para frente, abrindo mão de uma das caracteristicas da equipe.

André marcou os dois gols do Corinthians na partida© Gazeta Press André marcou os dois gols do Corinthians na partida
Quem não faz, toma!
Foram duas boas oportunidades do Corinthians abrir o placar antes dos primeiros 10 minutos de jogo. Depois disso, porém, o Osasco Audax conseguiu se encontrar em campo e também pressionar a saída de bola.
Então, aos 25 minutos, Bruno Paulo ficou com a bola poucos metros após a linha do meio de campo. Com muita liberdade, ele avançou até a entrada da área e acertou um lindo chute de perna direita, mandando a bola no ângulo esquerdo de Cássio, que nada conseguiu fazer para impedir o silêncio no estádio, tomado apenas por torcedores do Corinthians.
Muda para deixar igual
Na volta para o segundo tempo, Tite deixou claro que não estava contente com o jogo apresentado nos primeiros 45 minutos. Guilherme e Alan Mineiro não voltaram do vestiário, substituídos por Romero e Rodriguinho.
A equipe alvinegra voltou a pressionar. André parou em Sidão na primeira chance, logo aos dois minutos. Aos seis, veio o empate. Em mais um erro de saída de jogo do Audax, Bruno Henrique roubou a bola e cruzou na medida para André, de cabeça, balançar a rede e deixar tudo igual no marcador.
Mais um golaço
Se o toque de bola era o aspecto mais comentado do Osasco Audax, contra o Corinthians o que fez a diferença foram os golaços.
A equipe visitante trocou passes no campo de ataque, até que a bola chegou em Tchê Tchê. O volante do Audax dominou, ajeitou e bateu de fora da área, com muita categoria. Desta vez a bola foi no ângulo direito de Cássio, mas o resultado foi o mesmo: um golaço para o time de Osasco.
Foi sofrido, mas o Corinthians avançou para a final do Paulista© Gazeta Press Foi sofrido, mas o Corinthians avançou para a final do Paulista
Um grande jogo
O silêncio na Arena Corinthians era a prova de que o torcedor havia sentido o golpe. Tite tirou o zagueiro Yago e colocado o atacante Luciano e, logo em seguida, veio o empate. Aos 33, Romero invadiu a área pelo lado direito e, podendo finalizar, preferiu cruzar para André marcar o segundo dele na partida, igualando o placar de novo.
O jogo ficou lá e cá. Aos 36, Elias trocou bola com Rodriguinho e finalizou de longe. Sidão caiu no canto para evitar a virada. No minuto seguinte, grande troca de passes do Audax terminou com Camacho, que driblou Cássio e mandou para o gol, mas Felipe salvou na linha.
A decisão, no entanto, ficou para a disputa de pênaltis.
Nas penalidades de novo
Em 2015, o Corinthians perdeu a semifinal para o Palmeiras, também em sua casa, nos pênaltis. As cobranças, em 2016, também já foram polêmicas, com muitos erros de diversos jogadores.
Nas duas primeiras cobranças, Velicka e André marcaram. Tchê Tchê marcou o dele com categoria e o Audax ficou na frente quando Fagner acertou a trave. Ítalo, com mais uma bela cobrança, abriu vantagem e, em seguida, Sidão aumentou o buraco do Corinthians, defendendo a cobrança de Rodriguinho, que ainda bateu na trave.
Coube a Camacho a última cobrança, e ele não perdeu, selando a vaga do surpreendente Osasco Audax para a decisão do Paulista.
O técnico fernando Diniz comemora o gol do Audax© Gazeta Press O técnico fernando Diniz comemora o gol do AudaxESPN
Axact

TERRA NOVA FM 88.7 - UM NOVO PROJETO EM RÁDIO

Um Orgão da Fundação Educativa e Cultural Manoel Joaquim dos Santos(FUNDEC), Fundada em 22 de Dezembro de 2014,tem como objetivo principal informar e propiciar ao ouvinte a melhor informação junto a uma educação de qualidade.

Postar um comentário:

0 comentários: